CARACTERÍSTICAS DE PRODUÇÃO

Volume de Leite

O volume de leite esta diretamente proporcional a quantidade de alimento que este animal pode e vai ingerir. Animais com baixa profundidade tendem a produzir um volume menor de leite devido a ingestão reduzida de alimento que está relacionado com sua capacidade de armazenamento ruminal. Para grandes volumes de leite, animais com grande profundidade, que possuem uma ingestão de alimentos significativa. Vacas com espaçamento amplo entre costelas, também estão diretamente ligadas com um alto volume

Gordura

Fatores genéticos tem influência sobre os níveis de gordura, além da idade, condição corporal e fase da lactação. Os teores de gordura podem sofrer variações, sendo afetados diretamente pela dieta, ou seja, pelo teor de fibra efetiva e relação volumoso/concentrado. Assim, a genética de um animal somente poderá se expressar se o manejo for adequado. A seleção para a produção de leite promove aumento quase equivalente na produção de gordura.

Proteína

As proteínas representam entre 3% e 4% dos sólidos encontrados no leite. A porcentagem de proteína varia, dentre outros fatores, com a raça e é proporcional à quantidade de gordura presente no leite. Isso significa que quanto maior a porcentagem de gordura no leite, maior será a de proteína.

A2A2

As pesquisas demonstraram que reações dos humanos, em relação a lactose, tem relação direta com um tipo específico de proteína. Sabe-se que todas as fêmeas dos mamíferos, incluindo a mulher, produzem, no leite, uma proteína denominada βcaseina A2. No entanto, algumas fêmeas bovinas sofreram uma alteração genética e passaram a produzir também uma proteína denominada βcaseína A1. A única diferença entre as duas proteínas é apenas um aminoácido na 67ª posição entre 203 aminoácidos que compõem as du